Follow by Email

quinta-feira, 5 de setembro de 2013



Cód: 17 - V Roberts Delight Garnet Beauty - vários prêmios

O sucesso desta vanda é sempre certo.
Uma das plantas que esgotam mais rapidamente em nosso Vandário.
Capa de revistas do Brasil e do mundo, como o número 54 do Mundo das Orquideas (planta vendida por nós) e a revista da American Orchid Society (AOS) de Maio de 2005.
Com dois dos melhores prêmios que uma orquídea pode somar pelo principal órgão no mundo (FCC e AM pela American Orchid Society), mais 2 x Campeã do Grand Miami International Orchid, mais um FCC/SAOC (Certificado de Primeira Classe pela South African Orchid Council) . Imensas flores com 12cm de diâmetro ou mais, ótimo formato e substância, podendo portar 10 flores em suas fortes hastes. Plantas com 45cm de largura por 30cm de altura.
Clone adulto com 6 anos.
O verdadeiro clone premiado você só encontra aqui.
www.mokara.com.br
Fácil cultivo

Com a chegada das novas vandas do Mokara todo mundo vai ficar sorrindo

Com a chegada das novas vandas do Mokara todo mundo vai ficar sorrindo
Chegou pessoal !!!
A nova coleção do Vandário Mokara chega antes da primavera pra todos poderem curtir as flores.
São mais de 200 variedades novas de plantas. Uma das maiores coleções
já lançadas por nós.
Plantas inéditas no Brasil.
Muitas raridades e plantas especiais que você vai se surpreender.
Todas as semanas plantas novas em nosso site.
Não deixe pra depois, muitas delas conseguimos em pouca quantidade
e algumas esgotam rapidamente.
Você vai ver muitas plantas em nosso site chegando pela primeira vez no país.
Aproveitem pessoal !!! Pois escolher é uma das melhores partes...
Todas as plantas criteriosamente selecionadas com a qualidade Mokara.

Corra pra nossa loja virtual www.mokara.com.br

sábado, 14 de abril de 2012

Desvendando os detalhes no cultivo das vandáceas

Ao imitarmos a natureza observando-a com detalhe e atenção, aprenderemos muito e sempre seremos beneficiados, independente de nossa área de atuação.



1- Pragas e doenças

Começarei pela parte que menos gostamos, as doenças nas vandas, ascocendas e afins. Mas não se preocupe, porque antes de ser proprietário do Vandário Mokara eu era proprietário de um orquidário com mais de 400 gêneros diferentes de orquídeas e definitivamente de todas elas, as vandas são as que menos tem complicações com doenças ou pragas e consequentemente as de mais facil cultivo. Isto se deve em parte, por elas não precisarem de substrato, mas principalmente porque as plantas selecionadas atualmente para servirem de matrizes em nosso Vandário, tanto para clonagem, como para hibridações, são criteriosamente selecionadas. Temos como critérios a resistência das plantas à doenças, indice de florações, durabilidade das flores, crescimento e florescimento acelerados, bom enraizamento e outras características físicas e biológicas que são muito importantes nesta escolha.



O bom cultivo é sempre o melhor método preventivo. Desta forma, aprendendo bem como cultivá-las nas próximas frases, você poderá ter plantas muito saudáveis, com ótimas floradas.



Análise das plantas, uso de fungicidas, inseticidas e bactericidas poderão ser necessários no caso de grandes coleções, principalmente para evitar que uma planta possa contaninar as outras. Em coleções pequenas e médias de até umas 1000 plantas, o ideal é separar alguma planta que possa estar com manchas ou marcas e tratá-la individualmente.
Exs de produtos: Amistar, Derosal, Manzate, Orthocid, Vertimec, Kasumin. Antes de aplicar, procure orientações com o orquidário onde você adquiriu as plantas ou de um especialista nas lojas que vendem esses produtos. E sempre tenha muito cuidado com sua saúde.



Produtos biológicos são a nova descoberta para possíveis problemas nas plantas, mas este tema será debatido em uma outra postagem, já que é muito útil e importante, principalmente para as outras orquídeas que usam substratos.


2-Luminosidade


Este é um fator muito importante para o cultivo de uma vanda, as vandas precisam de luz para florescer e crescer com vigor. Uma vanda que não está florescendo, muito provavelmente está recebendo menos luz do que o necessário. Essas orquídeas florescem com sombreamentos em uma escala de 70% de sombra a sol pleno. A maioria adapta-se muito bem com telas que deixam passar 40% a 50% da luminosidade do sol.
A familia das vandas englobam várias orquídeas, entre elas: as do gênero Mokara (Vanda x Ascocentrum x Arachnis), Renanthera, Rhynchostylis, Ascocentrum, Aerides, entre outras. Podem ser cultivadas diretamentes no sol, em jardins, praças ou coberturas. Quando usadas em paisagismo, podem ficar protegidas pelos galhos de árvores maiores, seja quando penduradas ou fixadas nos troncos de árvores, ou também em locais onde a luz solar não incida nos períodos mais quentes do dia.



-Sintomas de baixa luminosidade: folhas com colorido verde muito escuro, ausência ou baixo índice de floração por mais de um ano em vandas adultas, enfraquecimento da planta com perda de folhas e maior suscetibilidade a doenças.

-Sintomas de excesso de luz: Folhas amareladas ou com queimaduras, perda de folhas e algumas vezes desidratação.


OBS: Existe diferença de luminosidade entre as vandáceas, preste atenção nisso. Via de regra, quanto mais largas as folhas, mais sombra elas necessitam. Para não pecar por falta nem por excesso use um sombreamento de 70% para todas as plantas em regiões quentes e em regiões frias diminua este sombreamento para 50%. A orientação do sombrite e das folhas deverá ser sempre no sentido leste-oeste(L-O).


3- Ventilação


É muito importante que as Vandas estejam em um ambiente arejado. Essa medida ajuda na saúde das plantas pois facilita que sequem mais rápido evitando o aparecimento de doenças. O vento também proporciona às plantas uma limpeza dos possíveis microorganismos nela instalados. As vandas se bem fixadas em árvores no jardim, suportam ventos fortes. Para as plantas suspensas, proteja das rajadas de vento. O vento deve ser evitado em temperaturas mais baixas.



4-Floração abundante


Você já sabe que o principal fator para uma excelente floração das vandas é a quantidade de luz que ela recebe. As vandas podem florescer até quatro vezes ao ano e a cada florada portar mais flores em suas hastes. Uma vanda bem florida é fascinante. Alguns cuidados neste período podem ser bem interessantes para deixar a sua planta ainda mais bonita. Quando os botões já estiverem definidos, evite borrifá-los com adubo. Essa regra também vale para as flores, pois o sal do adubo junto com sol e calor podem provocar micro-queimaduras nas pétalas, prejudicando muito a estética da planta.



5-Água: principal elemento no cultivo


As Vandas adoram água, elas devem ser regadas abundantemente e de preferência todos os dias, a não ser em regiões ou estações frias, em dias chuvosos ou nublados. A rega ideal é no início da manhã para dar à planta tempo de secar até a noite. Em média, em 4 horas estarão secas. Alguns cultivadores preferem colocar substrato na cesta plástica das vandas, para que assim retenham mais umidade e não seja necessário regas diárias (só recomendamos este método para cultivadores experientes). A água da chuva é a melhor a ser usada para qualquer vegetal, inclusive para as vandas.
Em regiões frias, não molhe a planta se a temperatura estiver abaixo de 12°C. Se o frio permanecer por semanas, estabeleça um ritmo de uma rega semanal apenas, mas sempre molhando acima desta temperatura.
Para molhar suas Vandas, utilize uma mangueira com ponta tipo chuveiro, sem jato forte. Molhe intensamente TODA a planta até que as raízes mudem de coloração para um verde mais intenso. Isso significa que a planta absorveu a água. Uma irrigação automática bem feita também é muito útil para uma maior quantidade de plantas, deixe a irrigação ligada por 20 minutos ao realizar a rega.


6-Temperatura


As Vandas são muito resistentes e vivem muito bem em temperaturas entre 12°C a 40°C, em dias mais quentes, é aconselhável ventilar mais, ou elevar a umidade do ar. Já foram feitas experiências com Vandas em temperaturas de até 4°C por um período curto de tempo, alguns sintomas apresentados pelas plantas foram a perda dos botões e a parada momentânea de crescimento das raízes. Logo que a temperatura aumenta, a planta volta ao seu crescimento normal. Se o frio for muito intenso durante vários dias seguidos, é necessário protegê-la do vento. A temperatura muito baixa faz a planta parar de crescer, retomando o seu metabolismo semanas depois.



7-Adubando sua vanda corretamente


As Vandas precisam de muito alimento pois crescem indefinidamente e não possuem substrato. Com isso para se manterem fortes, saudáveis e com excelentes e várias floradas anuais, é muito importante fornecer uma boa alimentação a elas. No Vandário adubamos as plantas semanalmente. A dose é pelo menos o dobro da utilizada em outras orquídeas.
Estamos elaborando um sistema novo de nutrição para as vandas e demais orquídeas. Através da análise laboratorial das plantas e de nossa experiência, adaptamos a nutrição com compostos que são imprescindíveis às plantas, baseado na análise de laboratório. Além dos macro e micro nutrientes encontrados em todas as formulações de adubos. Nosso sistema oferecerá extratos vegetais, aminoácidos, vitaminas e outras substâncias que fornecerão as plantas, além do adubo, os complementos e suplementos necessários para o perfeito desenvolvimento de todas as fases das orquídeas. Este complexo nutricional também fortalecerá as plantas proporcionando maior resistência a fatores externos como chuvas, calor e frio em excesso, deslocamento, replante e principalmente patógenos. Com matéria-prima canadense, análise das orquídeas e teste de campo, em breve teremos condições de oferecer a nossos clientes o mais novo e completo sistema nutricional para orquídeas, especialmente vandas.
OBS: O adubo deve ser aplicado preferencialmente cedo pela manhã, quando o sol está menos intenso. Poderá ser pulverizado na planta, mas o ideal é regá-las com esta água adubada. Um regador de jardim servirá bem neste caso. Quando a coleção for maior, uma caixa d'água com uma pequena bomba pode ser instalada facilmente. Neste caso o adubo deverá ser adicionado a água da caixa na dosagem 2x maior do que a indicada pelo fabricante, na maioria das vezes 2ml/litro. Para outras orquídeas e espécies de vandáceas use 1ml/litro.
Mudas de vandas: NPK 28-14-14 mais micro semanal. Ca e Mg quinzenal. Plantas adultas: NPK 20-20-20 mais micro nas 3 primeiras semanas do mês, na última semana 10-30-20 mais micro. Ca e Mg quinzenal.
Rhy. e Aer. Asctm. outras espécies, metade da dose.
Hormônios.



8- Como “plantar” sua vanda


As vandas do Mokara são enviadas prontas para o cultivo, veja abaixo vários locais onde elas podem ser cultivadas.
O plantio de uma Vanda é uma etapa muito importante do cultivo da planta, elas adaptam-se em diversos ambientes. Cada vez mais estão sendo usadas em paisagismo, fixadas em árvores ou colocadas próximas ao chão com um suporte tipo tutor. Também podem ser penduradas embaixo de árvores que permitam boa luminosidade, próximo a janelas de apartamentos ou casas e em vários outros ambientes claros. Com flor, as vandas podem ser levadas para decorar outros ambientes e até colocadas em vasos fechados enrolando suas raízes, para isso umedeça as raízes anteriormente. Quanto mais fresco e sombreado o local, mais tempo durarão as flores, uma vanda florida pode permanecer até 60 dias com flor. Mas lembre-se, para sua vanda florir novamente ela não poderá permanecer em locais muito sombreados após a queda das flores (veja mais detalhes em luminosidade ). O vaso para as Vandas serve apenas como um suporte de fixação, algumas delas cultivamos até mesmo sem vaso, as raízes nunca devem ficar enterradas em qualquer que seja o substrato, a não ser plantas muito jovens, que podem ser cultivadas em vasos com brita, musgo, pedaços de madeira, etc.
As Vandas são orquídeas monopodiais (crescem na vertical) e epífitas (entrelaçam suas raízes em outras plantas para sua fixação), desta forma, as raízes aéreas devem ficar soltas. A melhor forma é suspendê-las em cestas plásticas ou de madeira, usando um arame. No Vandário Mokara, o material mais utilizado são as cestas plásticas devido à menor incidência de fungos, pois secam rapidamente. Nas cestas elas ficam livres para emitir suas raízes em qualquer direção, o tamanho da cesta pode ser pequeno, aproximadamente 10cm para uma planta adulta, se for pendurar uma planta jovem, faça numa cesta deste tamanho para que não haja remoção quando a planta crescer, pois as Vandáceas sentem quando são removidas. Havendo necessidade de replante, deixe as raízes totalmente submersas com a cesta num recipiente com água até que as mesmas amoleçam e seja mais fácil colocá-las na cesta maior.


9- Bibliografia recomendada


Vandas and Ascocendas and Their Combinations with Other Genera – David Grove
Vandas Their Botany, History and Culture – Martim Motes

Eduardo Cantelli
(48) 3304-3904  ou  (48)9169-6238
eduardo@mokara.com.br


Skype: eduardocantelli72


vandariomokara.blogspot.com


Vandário Mokara www.mokara.com.br

Atendimentos com horários agendados somente na Matriz em Florianópolis nos contatos acima